Ainda com dúvida sobre a existência de Lúcifer?


Primeiramente Lucifer( Lux Ferros ) não existe,é criação de Roma e acréscimo de Agostinho.

Quanto a SATANÁS, observe o seguinte:

1) o judaísmo tem uma visão BEM DIFERENTE sobre o “demônio”. Em primeiro lugar, nós não o chamamos de DEMÔNIO, e sim, SATAN. A palavra SATAN significa em hebraico, ADVERSÁRIO; Mas, veja bem, ADVERSÁRIO e não necessariamente INIMIGO (há diferenças entre as palavras!) que em hebraico é “oyev”.


2) Em segundo lugar, nós também não o chamamos de DIABO, que vem da palavra grega “diávolos” algo como, “caluniador”.


3) Você vai ver também, que nas Escrituras Judaicas (o “Velho Testamento”) MUITO POUCO se fala sobre ele, ao contrário do Novo Testamento. Referências claras mesmo, só no livro de Jó, Samuel, Crônicas e Zacarias, e ainda assim, como te disse, apenas como SATAN.


4) A Torah (Gen/Ex/Lev/Num/Deut) praticamente desconhece a existência dele



5) Nas Escrituras judaicas (o “Velho Testamento”) o SATAN aparece NÃO como uma força CONTRÁRIA a D’us, mas sim, ABSOLUTAMENTE SUBMISSA a Ele. Veja os textos de: 



Jó 1:6-12 --- aqui Satan PEDE que D’us toque na vida de Jó e o prove. D’us PERMITE que Satan o faça.



Jó 2:1-7 ---- aqui, Satan PEDE que D’us toque “na carne” de Jó e que o fira com chagas malignas. D’us PERMITE que Satan o faça. (Note: nos dois textos citados, Satan diz a D’us: “ESTENDE, porém a MÃO e TOCA-LHE em tudo quanto tem....” e “ESTENDE a MÃO e TOCA-LHE nos ossos...” --- a referência clara aqui é que D’US É QUEM ESTÁ DE FATO, FAZENDO TUDO AQUILO NA VIDA DE JÓ)



I Samuel 18:10 ---- Neste texto, um ESPÍRITO MALIGNO “da parte de D’us” se apossou de Saul e o perturbava.... (Note: “da parte de D’us....”)



II Samuel 24:1 --- Aqui, D’US é quem “incita” Davi a levantar o censo



I Crônicas 21:1 --- Aqui, já é SATAN quem “incita” David a levantar O MESMO censo de II Samuel 24:1!!



Zacarias 3:1-2 --- Aqui SATAN é repreendido por D’us no sentido de que estava à direita do sumo sacerdote para se OPOR a ele.

Esta é sua função: OPOSIÇÃO --- uma forma de “promotor”. A função de um promotor num tribunal é justamente se opor ao réu e buscar evidências para que a justiça seja feita. De forma alguma poderíamos dizer que a função do promotor de justiça é DISPENSÁVEL, muito pelo contrário: Ele é quem faz de fato com que os reclames da justiça sejam cumpridos. Sabemos que um advogado de defesa deve fazer de tudo para INOCENTAR o seu cliente, ou quando isso é impossível, tentar “amenizar” a pena. Ambas as partes são necessárias no processo. No judaísmo, nosso ADVOGADO DE DEFESA, são as obras feitas em vida, o cumprimento das mitzvot e a obediência à voz divina --- isso tem um peso grande contra a argumentação do “promotor”. 


Assim sendo, vemos que SATAN não passa de uma força que trabalha em comunhão com o propósito divino. No judaísmo, NÃO HÁ DUAS FORÇAS ANTAGÔNICAS lutando pelo domínio do universo. SÓ D’US É SOBERANO! Só Ele ordena as forças celestiais e as comanda. Não há uma luta entre D’us e o “diabo” acontecendo neste momento em lugar algum do universo --- isto é reflexo da doutrina de ZOROASTRO (séc VI aEC) no cristianismo. O zoroastrismo acreditava que DUAS FORÇAS (o bem e o mal) lutavam entre si para o domínio do cosmos. O Judaísmo, religião dos santos profetas e patriarcas, NÃO acredita assim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Paulo: Judeu,grego e romano.

O principe messiânico em Ezequiel

Simples provas que Jesus não era o Messias.